Ponto Vermelho
Imprecisões...
18 de Junho de 2013
Partilhar no Facebook

A acumulação de inêxitos em triplicado no curto espaço de doze dias demonstrou, sem sombra de dúvida, que algo não esteve bem no reino da águia. Disso deram conta até à exaustão os media com toda a sua casta de opinadores que aproveitaram o ensejo para apimentar a situação… Seria pois fácil prever que iriam haver algumas alterações na estrutura para a próxima época. Sem quaisquer dramas e sem a tradicional caça às bruxas tão ao gosto de alguns que sempre que isso acontece apontam afanosamente culpados na tentativa de os responsabilizar individualmente por eventuais falhas globais amortecendo aquilo que é mais extenso. Isso não é exclusivo do universo Benfica pois ocorre em todos os sectores da sociedade portuguesa.

E também acontece os erros e as falhas serem individualizados, passando a haver uma única pessoa que de repente centraliza todas as culpas do que de negativo aconteceu. Já estamos habituados. É claro que numa estrutura piramidal a maior responsabilidade deverá ser sempre atribuída ao topo por concentrar em si o maior quinhão de responsabilidade. Entendemos, todavia, que no caso presente, mais do que seguir por esses caminhos que nada trazem de positivo para a resolução da questão, há que identificar os falhanços, catalogá-los e trabalhar soluções que obstem à sua repetição no futuro. E, em caso de necessidade, alterar os pontos que se revelaram imprecisos e pouco eficazes e que não corresponderam às expectativas. Se isso tiver que mexer com pessoas pois que seja, pois isso é o que pode acontecer em qualquer empresa a qualquer momento.

Segundo pormenores revelados pela imprensa, tal parece estar a acontecer com remodelações de vária natureza na estrutura do futebol. A ser verdade o que vem noticiado em quase todos os órgãos de informação, não se nos afigura que seja a forma mais correcta e adequada de transmitir aos milhares de adeptos e simpatizantes encarnados, para já não falar dos accionistas da SAD informações que poderiam e sobretudo deveriam, ser transmitidas pela estrutura encarnada em primeiríssima mão. São decisões assaz importantes para estarem a ser propaladas na imprensa a conta-gotas com toda a dose de imprecisões e especulação que isso acarreta, quando o clube tem à sua disposição mais do que um canal informativo que, à excepção do semanário do clube por motivos óbvios, podem e devem transmitir tais decisões mal elas vão acontecendo.

A menos que nos esteja a escapar qualquer coisa, não vimos nos canais on-line do clube até ao momento, qualquer referência sobre tão importante matéria. E assim sendo, os adeptos vão sabendo aquilo que a imprensa lhe quer transmitir com todos os inconvenientes daí resultantes, uma vez que não veicula a informação oficial do clube. Percebemos que há coisas que levam tempo a mudar mas há que tentar. Devemos no entanto referir que tem havido um esforço para melhorar a comunicação do clube e nos últimos tempos isso tem-se notado. A informação tem-se revelado mais pró-activa e alguns comunicados têm-se revelado oportunos. Apesar de causarem constrangimentos a alguma imprensa que passa a ter menos matéria para especular e ao FC Porto que já nos atribuiu o 1º lugar nesse particular…

Quando demos os primeiros passos neste espaço, focámos como principal objectivo a informação que face às novas ferramentas de informação e divulgação, a cada dia que passa assume um papel mais relevante e determinante. E estando o Benfica sempre na crista da onda, é absolutamente vital que esse campo seja cada vez mais melhorado por forma a eliminar ou minimizar à partida possibilidades especulativas que, por norma, fazem as delícias daqueles que precisam desesperadamente disso para viver. Estamos convictos que também isso estará a ser objecto da melhor atenção por parte dos responsáveis e que teremos no futuro próximo mais e melhor informação.

Agora francamente o que não nos parece que faça grande sentido é que notícias da maior importância e interesse para o público benfiquista comecem a ser divulgadas parcelarmente por outros canais informativos completamente alheios ao clube, contribuindo assim para alguma desinformação que deixa os adeptos e simpatizantes encarnados num mar de dúvidas e incertezas. E, quando assim é, tornam-se mais facilmente vulneráveis à contra-informação e acabam por contribuir, por vezes involuntariamente para lançar a confusão, objectivo naturalmente prioritário dos nossos adversários. Este é de facto um aspecto que nos parece importante rever e a ser ultrapassado gradualmente.








Bookmark and Share