Ponto Vermelho
Novo round
23 de Fevereiro de 2014
Partilhar no Facebook

O campeonato prossegue a sua marcha inexorável e a 20.ª jornada prolonga-se até segunda-feira à noite com a disputa do Benfica-V. Guimarães que completará a ronda. Para já e no tocante ao trio da frente o 3.º classificado Sporting foi ao Estádio dos Arcos vencer a sua besta negra dos últimos encontros, o Rio Ave ainda que pela diferença mínima, o que foi suficiente para afugentar fantasmas, garantir os três pontos, manter-se na corrida para o título e manter a pressão sobre os concorrentes. É uma vitória importante dado que neste momento no que concerne ao duo perseguidor do Benfica qualquer deslize poderá vir a ser fatal, isto partindo naturalmente do princípio de que os encarnados vencerão as suas partidas.

Afigura-se-nos indiscutível que o facto de não poderem falhar aumenta-lhes a pressão sobretudo ao FC Porto que continua com prestações intermitentes e que continuam a causar preocupação nos seus adeptos. Contudo, os exemplos vividos nas últimas épocas em que atrasos similares redundaram em ultrapassagens nas últimas jornadas, mantêm os portistas esperançados de que não há duas sem três, sendo isso motivo suficiente para que mantenham viva a chama da esperança, muito embora nos pareça que o Benfica está consciente das dificuldades que se avizinham em cada jornada até ao fim e por isso começa a dar indícios firmes de que mantem a concentração e não pretende de forma alguma desfocar-se do objectivo que traçou como meta principal da temporada.

Ultrapassado mais um obstáculo pelo Sporting, resta agora ao duo da frente tentar imitá-lo. Ambos jogam no seu reduto depois da ressaca europeia com pior prestação dos portistas que até jogaram em casa com uma equipa mediana alemã, e isso pode vir de alguma forma a pesar no seu rendimento levando em linha de conta que os adeptos andam divorciados da equipa a quem não perdoam o mínimo deslize. Essa situação acaba por funcionar como mais uma forma de pressão sobre a equipa que não se consegue encontrar e alterna períodos razoáveis com outros manifestamente deprimentes. O Eintracht de Franfurt foi apenas mais um cliente que saiu feliz do Dragão, sendo sintomático que o FC Porto esta época ainda não tenha conseguido vencer nenhum dos opositores estrangeiros.

A equipa que o visita é o cada vez menos surpreendente Estoril que se encontra classificado na zona europeia a seguir aos três grandes e até tem feito excelentes resultados fora de portas. Por isso é de aguardar um jogo bem disputado em que os portistas são como é óbvio favoritos, mas que ninguém fique admirado se porventura os canarinhos conseguirem dificultar e muito a vida ao FC Porto, tal como o fizeram com o Benfica na última época em que acabaram por contribuir de forma decisiva para que o campeonato fosse inesperadamente parar às vitrines do Dragão mesmo sobre a linha da meta. É uma equipa consolidada que por norma não altera a sua identidade onde quer que se desloque e esse é um dos factores que a torna perigosa.

Na Luz temos o Vitória de Guimarães que está um pouco mais abaixo na tabela e que depois de todas as vicissitudes porque tem passado reequilibrou-se e está a fazer um campeonato que lhe dá o direito de pensar que pode chegar de novo à Europa. É quase impossível falar dos vimaranenses sem recordarmos a final do Jamor em que conseguiram arrebatar justamente a Taça de Portugal ao Benfica contribuindo para que depressão dos adeptos encarnados se viesse a prolongar pela nova época dentro. Esse é um pormenor que não pode ser esquecido facilmente e que só as vitórias o farão ultrapassar. É essa a expectativa que os adeptos encarnados estão a ter e que esperamos se mantenha inalterável até à derradeira jornada.

A equipa do Benfica começa a dar mostras que entrou em velocidade de cruzeiro e o facto de estar a somar vitórias com exibições consistentes e pragmáticas aumenta a convicção de que este ano não iremos sofrer as mesmas desilusões do passado recente. Mas o perigo espreita a cada esquina e a qualquer momento e em qualquer lugar poderá acontecer um resultado menos feliz que volte a agitar os velhos traumas dos finais de época. Por isso, pede-se concentração, rigor e empenho desde o apito inicial perante um Vitória de Guimarães excelentemente orientado por Rui Vitória e que virá ao Estádio da Luz disposto a dificultar ao máximo a vida ao Benfica. Estamos certos que os jogadores encarnados estarão alertados para os perigos que os vimaranenses não deixarão de colocar e por isso, com o apoio dos seus adeptos, tudo farão para conseguir mais uma vitória que desbravará mais uma etapa de um caminho repleto de dificuldades. Confiamos que o irão conseguir!








Bookmark and Share