Ponto Vermelho
E assim vai a animação em Alvalade…
16 de Junho de 2015
Partilhar no Facebook

1. O início do defeso gerou um manancial de notícias quase todas originadas pelo mesmo episódio, que animou os habituais paineleiros e as tertúlias, ao mesmo tempo que para além de desagrado, encheu de orgulho e deu azo a manifestações de intenso sportinguismo, muitas das quais vindas de quadrantes tidos como insuspeitos. Tal como ganhar ao Benfica decide a época para os lados de Alvalade, juntar a isso o desvio do treinador caiu como sopa no mel e como calmante e solução milagrosa para todos os males e panaceias que insistem em querer fustigar o clube dos Viscondes (ou ex?).

2. Aproveitando o ensejo com o seu quê de inesperado (para alguns), grande parte dos opinadores têm-se entretido bastas vezes num delírio compungente a tecer loas ao grande estratega Bruno de Carvalho que enferma de dificuldades insustentáveis em controlar-se sempre que perde com o Benfica (e a época que ora finda foi pródiga nisso nos mais diversos tabuleiros, relvados, pistas e pavilhões…), ao mesmo tempo que dispara com fisgas em todas as direcções, ao ponto dos seus pretensos alvos já nem sequer se dignarem em reagir, o que revela até que ponto é que (não) é levado a sério…

3. A última exibição pública do anti-visconde sucedeu no Pavilhão de Odivelas aquando do último encontro de Futsal que se tornou irreversível e definitivo na perda de mais um título para o Benfica, onde as suas reacções se tornaram hilariantes e desestabilizadoras que não se coadunam com o lugar que ocupa de presidente de um clube com a dimensão histórica do Sporting. Por isso mesmo foi pasto das mais desencontradas críticas a que até mesmo alguns dos seus seguidores desde o berço e recém-convertidos não conseguiram fugir tal a evidência dos factos presenciados ao vivo e pelos que acompanharam o prélio pela televisão. Valeram as reacções de jogadores e técnicos em que, para além de terem dignificado o espectáculo, deram uma bofetada de luva branca no sr. Carvalho explicando-lhe através do exemplo, como se deve pautar o desporto…

4. Mas aquele acontecimento foi apenas mais um dos muitos em que o presidente leonino tem estado envolvido. Felizmente para ele que agora com a chegada de Jorge Jesus ao seu clube do coração a troco de 18 milhões de euros e que pensa e congemina o futebol para além das 24 horas diárias, passou a ter um compagnon de route a todo o tempo, o que atenua a sua solidão dado que com a dinâmica que imprime os seus colaboradores não tinham pedalada para o acompanhar… Essa terá sido porventura também uma das razões para esta nova aquisição que traz em polvorosa grande parte dos adeptos e simpatizantes de Alvalade.

5. Nesse contexto os próximos tempos prometem ser intensos e animados e certamente não haverá quaisquer hipóteses de Alvalade registar momentos de tédio. Um dos seus braços armados com a eloquência que sempre o caracterizou e que foi refinada durante a sua passagem pela escola das Antas, dando corpo à estratégia definida e para fugir à rotina do facebook, teve que dar o corpo às balas e assumir a confrontação com os notáveis que estavam a incomodar o senhor presidente, no preciso momento em que foi corrido para as Relações Internacionais um cargo certamente bem talhado para as suas características…

6. Já antes, o Zé dos Tachos tinha interpretado com exemplar devoção canina a encomenda de que tinha sido incumbido para minar o trabalho e denegrir a personalidade de um treinador querido dos adeptos. Foi uma preciosa ajuda para a estratégia presidencial, mas de forma nenhuma para os adeptos que não comeram de bom grado o seu afastamento, sobretudo pela forma vil, incongruente e miserável que serviu de base a um rambório de embalar que já vinha sendo minuciosamente compilado para surgir no momento oportuno. Mas antes, cumprido o papel de yes-man, já o Zé dos Tachos tinha sido abandonado à sua sorte...

7. Noutra vertente já está em movimento acelerado o processo subjacente à transferência de Rojo para o Man. United. Começou agora a mexer de forma mais acelerada e em breve teremos decisões que poderão não ser nada agradáveis para Alvalade. A não ser que haja um volte-face inesperado e o crime volte a compensar o que, não nos espantaria de todo… Entretanto, na sequência, com o regresso de Jesus a terras lusas, começarão as suas exigências de reforço do plantel que como se sabe terá que passar por consagrados que não estão, obviamente, ao preço da uva mijona… Enquanto tudo isso decorre em ritmo acelerado, mais um acontecimento irá ter lugar no dia 28 de Junho, precisamente a Assembleia sobre os resultados da auditoria de gestão às antigas gestões leoninas e que promete grossa polémica. Não há dúvida que a coisa, para além de enormes receios e preocupações, promete uma animação sem precedentes…






Bookmark and Share