Ponto Vermelho
Afinal parece não ser bem assim…
24 de Agosto de 2015
Partilhar no Facebook

Depois do aquecimento que constituiu a 1.ª jornada da longa maratona em que os favoritos se impuseram ainda que com algumas dificuldades como foi o caso do Sporting que conseguiu in-extremis a vitória ao cair do pano, e do Benfica até aos 70 minutos (comprovando-se que os jogos só acabam com o apito final do árbitro), partimos para a jornada seguinte com os três principais Clubes a terem, em termos teóricos, dificuldades diversas. No entanto, avaliando as incidências que giravam à volta da sua participação, a nova etapa poderia apesar do seu favoritismo apresentar algumas surpresas, provando que a Liga portuguesa tem que se lhe diga…

No papel, a prestação do Sporting parecia aquela que iria ter dados mais seguros e consistentes. Os leões galvanizados por alguns resultados da pré-época e muito em particular a vitória sobre o Benfica na final da Supertaça que como se sabe é sempre meio caminho andado para salvar a época, recebia o Paços de Ferreira em ambiente de euforia bem traduzido nos mais de 40 mil adeptos que demandaram Alvalade. Todavia, o facto de virem de uma 1.ª mão de uma eliminatória de acesso a 14 milhões em que venceram tangencialmente e com um golo sofrido em casa, fazia prever alguns desvios no foco interno até porque é já na próxima semana que em Moscovo será decidido quem irá seguir em frente. E pelo passado histórico do seu actual treinador numa prova em que sempre demonstrou alguma alergia, adivinhava-se que a prioridade seria (e será) o campeonato para não poder haver distracções…

Acabou por suceder a primeira escorregadela uma situação que pode acontecer a qualquer um, mas que não era previsível dada a actual diferença de valores entre as duas equipas (apesar da história recente), e porque o seu técnico referiu publicamente que a troca de galhardetes com o Benfica não afectava à brava nem sequer minimamente a equipa. Afinal alguma coisa houve, mas segundo os comentários e as crónicas dos entendidos nesta coisa do futebol, o empate justifica-se por 3 ordens de razões de importância decrescente; o pensamento dos jogadores (ainda que porventura o técnico não navegasse nas mesmas águas), do árbitro (inevitavelmente) e, finalmente, por erros e insuficiências próprias. Está então explicado, cabalmente, este resultado menos feliz do leão.

Aquelas variantes não surpreendem de todo, sobretudo a segunda. Muito antes dos árbitros começarem a apitar esta temporada, já dirigentes do Sporting a começar por Bruno de Carvalho tinham começado a disparar sobre os mesmos, entrando no entanto na fila em 2.º lugar pois o primeiro já tinha sido ocupado pelo homem que é, desde sempre, um poço inesgotável de coerência. Não seria preciso contratar o bruxo de Fafe para adivinhar que a presente época iria ser palpitante pois, por enquanto o amigalhaço e ex-colega Pedro Proença apesar das suas múltiplas virtudes ainda não consegue ter o dom da bigamia dirigista e Paulo Costa espera (e desespera) pela cadeira que apesar de tudo, ainda continua com o dono lá sentado. Não se sabe por quanto tempo mas ainda pode demorar contrariando a pressa de alguns…

Enquanto o melhor, mais completo e mais dispendioso plantel do campeonato português fazia por respeitar a tradição madeirense voltando a deixar lá pontos, o denominador comum foi, tal como em Alvalade, a arbitragem. Mas no caso do FC Porto e estando Lopetegui mais comedido (por enquanto), o trabalho de sapa e de desgaste arbitral foi, curiosamente, entregue a outra personagem (por sinal madeirense) que, pelo que se pode observar, continua roído de saudades da arbitragem. Não tendo matéria substantativa, Marco Ferreira optou por críticas de pátio contra um ex-seu colega fazendo o papel de dirigente portista e provando que o mundo da arbitragem tinha, e tem no seu seio gente muito nervosa e disposta a tudo. Tal como se previa, a época vai ser de gritos
Restava o Benfica que, para não destoar, viu-se derrotado em Aveiro frente ao Arouca. Sobre isso falaremos em próxima oportunidade.










Bookmark and Share